Rafael Libman fala sobre suas séries favoritas

Com o advento da tecnologia, os streamings tomaram cada vez mais espaço na vida das pessoas, filmes e séries são gravados a todo vapor, possuindo um canal simples e cativante de entretenimento, essa indústria cresce cada vez mais. Pensando nisso, chamamos o empresário Rafael Libman, para indicar suas séries favoritas.

Cidade Invisível (2021): a série brasileira aborda um tema que propõe uma rápida identificação, plantada desde a infância aos nativos: o folclore brasileiro. De uma forma genial e muito bem arquitetada, a série discorre acerca da lenda e da vida real de uma forma envolvente. É uma produção brasileira que aborda temas sobre o Brasil, remonta nossa tradição e esse enfoque é incrível, conta o empresário à nossa redação.

Vikings (2013): a série narra a vida de Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel), guerreiro e corajoso, arrisca a encontrar novos rumos e ampliar o império nórdico. Com seu poderio e admiração de todos, logo torna-se Rei da tribo. Devoto e firme nos costumes dos deuses, passa por grandes aventuras e peripécias ao longo da série. É uma das melhores séries que já assisti, recomenda Libman.

The 100: Após um desastre nuclear que atinge o planeta, os únicos sobreviventes são enviados ao espaço, o qual se torna lar para eles e suas futuras gerações. Vivem em órbita durante 97 anos, porém ao se depararem com os recursos escassos, decidem criar uma equipe de expedição para a Terra a fim de averiguar se está habitável. Com tudo novo para esses jovens, se surpreendem com os perigos e adversidades neste que virá ser o novo lar.

Cobra Kai (2018): após o sucesso da franquia Karate Kid, Cobra Kai, 30 anos depois, surge com a narrativa da vida das personagens após o disputado duelo. Dessa forma, Johnny Lawrence e Daniel LaRusso protagonizam a série novamente, ambos em busca de encontrar-se consigo mesmos. Apesar da rivalidade e ânimos aflorados, a vida dos dois acabam se intersectando, ao passo que maturidade e honra são elementos indispensáveis para suas vidas. Promove, dessa maneira, um exercício de reflexão constante, afirma Rafael Libman.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui