Cruella: o que esperar do novo longa da Disney? – por Frederico Gayer Machado de Araujo

Sendo um dos filmes mais esperados de 2021, Cruella é o novo longa estrelado pela Disney na última semana. Frederico Gayer Machado de Araujo, grande amante do cinema, comenta que a vilã de 101 Dálmatas, interpretada por Emma Stone gerou muita expectativa e entregou um resultado brilhante.

Na história acompanhamos Cruella e toda a sua trajetória até vir a se tornar a grande vilã que conhecemos. Frederico Gayer Machado de Araujo explica que o filme ganhou repercussão, principalmente, por ser o longa mais sombrio produzido pela Disney.

É interessante mencionar a ilustre presença da atriz Glenn Close, a qual viveu a primeira adaptação da famosa Cruella em 1996, entretanto, Frederico Gayer Machado de Araujo elucida que apenas como ‘produtora executiva’, já que, como explicou Close, não queria interferir na versão da personagem de Emma Stone.

A história narrada em Londres de 1970, de acordo com Frederico Gayer Machado de Araujo, tem um cenário marcado pelo punk rock e, contando com a incrível atuação e todos os figurinos estilosos produzidos, é certo que o filme será indicado para o Oscar em 2022, uma vez que superou todas as expectativas.

Frederico Gayer Machado de Araujo informa que o filme está em cartaz nos cinemas de todo o Brasil (desde o dia 27/05) e disponibilizado, também, no streaming da Disney Plus, porém, para assisti-lo, os assinantes deverão pagar um valor extra, chamado “acesso premium”, custando cerca de R$69,90.

Vale ressaltar também que, por conta da pandemia, os interessados em assistir no cinema precisarão se atentar às regras de segurança e funcionamento dos cinemas. Sendo assim, cuide-se. Frederico Gayer Machado de Araujo deseja uma boa sessão!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui