Conhecendo a terra da Rainha

Ônibus vermelhos de dois andares, cabines telefônicas, rio Tâmisa, táxis padronizados, o famoso Big Ben… Londres é uma mistura entre os ícones seculares e a modernidade de seus arranha-céus, repletos de tecnologia e inovação. Rafael Libman diz que se vê claramente o passado e o futuro juntos, em uma só cidade.

Londres é uma das cidades mais globais do mundo. Conta com mais de 300 nacionalidades juntas e, essa mistura transformou a cidade em um dos lugares mais dinâmicos e interessantes para se conhecer. Toda essa movimentação atrai muitos estrangeiros, por ser extremamente cultural, cosmopolita e histórica, sendo até 20 milhões por ano. Por isso, conheça algumas dicas incríveis para se apaixonar pela terra da Rainha.

Dinheiro
Como em todo o Reino Unido, a moeda oficial de Londres é a libra esterlina (GBP, £), e em inglês, pound sterling. Cada libra é dividida em 100 pence. Rafael Libman diz que a melhor forma de evitar surpresas é trocando reais por libras esterlinas. Porém, por motivos de segurança, não é recomendável sacar todo o dinheiro durante a viagem em espécie, mas sim tentar usar cartões pré-pagos e de crédito, sempre tomando cuidado com as taxas do banco.

Locomoção
Londres tem um dos sistemas de transporte mais completos do mundo, por isso é extremamente importante entender os métodos de transporte público em detalhes, especialmente porque a cidade é grande. As opções podem ser metrô, ônibus, táxi ou até mesmo bicicleta.

Pontos turísticos
Rafael Libman explica que é possível visitar a cidade durante semanas e mesmo assim não conseguir ver tudo o que ela tem para oferecer.
Palácio de Westminster: também conhecido como Casas do Parlamento, é um edifício gótico vitoriano que abriga as duas Câmaras que compõem o Parlamento Britânico.
St James ‘s Park: é o parque real mais antigo da cidade. É um pulmão verde em pleno centro de Londres.
Abadia de Westminster: é o templo mais antigo e famoso de Londres. Construída ao longo de vários séculos, foi sede de famosos acontecimentos como o lar de Henrique VIII e o local do funeral da princesa Diana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui