Vacinação em massa para Covid afeta doação de sangue e hemocentro de Botucatu pede ajuda de moradores da região


Mais de 66 mil moradores de 18 a 60 anos foram imunizados neste domingo (17) como parte do estudo de efetividade da vacina Oxford/AstraZeneca. Quem foi vacinado não pode doar sangue pelo período de 7 dias. Vacinação em massa contra Covid pode afetar doação de sangue em Botucatu
O Hemocentro de Botucatu (SP) está fazendo uma campanha para incentivar moradores de cidades vizinhas a doarem sangue durante esta semana. Isso porque boa parte da população adulta da cidade que tem entre 18 e 60 anos foi imunizada contra a Covid-19 com doses da vacina Oxford/AstraZeneca e, durante 7 dias, não pode fazer doações.
Segundo o último levantamento divulgado pela prefeitura na manhã nesta terça-feira (17), 66.105 pessoas receberam o imunizante durante a vacinação em massa realizada neste domingo (16) na cidade.
Infectologista orienta sobre reações à vacina da AstraZeneca após vacinação em massa em Botucatu
Botucatu passa a ser cidade paulista com maior cobertura vacinal da 1ª dose contra Covid
A vacinação faz parte do estudo inédito do Ministério da Saúde sobre a eficácia da vacina, inclusive contra novas cepas do coronavírus.
Moradores de Botucatu fazem fila para tomar vacina contra Covid
Fernando Savioli/TV TEM
Pelo menos outras 5 mil pessoas vão receber as doses próximos dias. São moradores que não puderam participar da ação no domingo e fizeram o cadastro necessário no site da prefeitura de Botucatu.
Portanto, para manter os estoques de bolsas de sangue que já estão em situação crítica, o Hemocentro que atende o Hospital das Clínicas e também outras 38 unidades de saúde da região pede aos moradores de outras cidades e também àqueles que não vão participar do estudo da eficácia da vacina que colaborem com doações.
Hemocentro do HC de Botucatu pede doações de moradores de cidades vizinhas
HCFMB/Divulgação
Lembrando:
A doação de sangue não expõe o doador ao risco, pois todo material é descartável.
Liberação da entrada de apenas 10 doadores por vez, a fim de favorecer um ambiente com maior circulação de ar e distanciamento entre pessoas.
O Hemocentro segue as regulamentações do Ministério da Saúde. Na triagem, o Hemocentro reforça os questionamentos aos doadores quanto a sintomas gripais e contatos com casos suspeitos.
Até o momento, não há evidências científicas sobre o contágio via transfusão. Mesmo assim, se o doador for positivo até́ 14 dias após a doação, deverá comunicar o Hemocentro.
O hemocentro funciona de segunda à sexta, das 8h às 16h30 e, aos sábados, das 7h às 12h. A doação pode ser agendada pelo telefone (14) 3811-6041 (ramal 240) e pelo WhatsApp (14) 99624-7055 ou (14) 99631-5650.
*Com informações de Gabriela Prado/TV TEM.
VÍDEOS: assista às reportagens da região
Veja mais notícias da região do G1 Bauru e Marília