Unidades de referência, HCs de Botucatu e Marília atingem 100% de ocupação na UTI Covid


Hospital de Botucatu informou que vai adotar medidas internas para garantir assistência à população atendida pela unidade. HC de Marília é um dos hospitais que atingiram lotação máxima de leitos de UTI para Covid-19
Divulgação
O Hospital das Clínicas de Botucatu (SP) e de Marília atingiram, neste domingo (17), 100% da taxa de ocupação dos leitos de UTI destinados aos pacientes com Covid-19.
As unidades são consideradas referência para o tratamento da doença no estado de São Paulo. Os hospitais foram, inclusive, escolhidos pelo governo estadual para receber doses, seringas e agulhas para a vacinação contra a Covid a partir desta segunda-feira (18).
Botucatu
Hospital das Clínicas de Botucatu é referência no tratamento da Covid-19
Eliete Soares/Viva Filmes/Divulgação
Segundo o HC de Botucatu, a lotação dos leitos ocorreu devido ao fluxo intenso de internação de pacientes com suspeita ou diagnóstico confirmado de coronavírus vindos de várias cidades da região de Bauru.
A UTI Covid do HC de Botucatu é formada por 24 leitos habilitados pelo Ministério da Saúde e outros seis mantidos com recursos próprios da unidade.
O hospital informou que não tem condições viáveis para a abertura de novos leitos e que, a partir deste domingo (17), vai tomar medidas internas para garantir toda a assistência necessária aos pacientes atendidos pelo HC.
Entre as medidas, estão a criação de uma Unidade de Cuidados Intermediários para Covid-19, utilizando leitos das enfermarias, além da reabertura imediata do Hospital Estadual de Botucatu, onde serão atendidos pacientes com outras doenças.
Marília
Marília volta a registrar 100% de ocupação na UTI Covid e pacientes são transferidos
No Hospital das Clínicas de Marília, são 27 leitos de UTI Covid e estão todos ocupados neste domingo (17). A cidade ainda tem leitos disponíveis no ABHU e na Santa Casa.
Na quarta-feira (13), a cidade de Marília registrou 100% de ocupação nos três hospitais do município e três pacientes tiveram que ser transferidos para unidades da região. No último dia 6, a prefeitura transferiu o primeiro paciente com Covid por falta de leitos.
Para amenizar essa situação, a Secretaria de Estado da Saúde informou na sexta-feira (15) que vai abrir mais 25 leitos de UTI na região de Marília.
Segundo a pasta, serão ativados dez leitos no Hospital Regional de Assis, seis na Santa Casa de Garça, cinco na Santa Casa de Paraguaçu Paulista e quatro no Hospital das Clínicas de Marília.
Marília na fase vermelha
Região de Presidente Prudente ficou na fase laranja e a região de Marília foi rebaixada para o nível vermelho do Plano São Paulo, em reclassificação nesta sexta-feira (15)
Reprodução
Nesta sexta-feira, o Departamento Regional de Saúde (DRS) de Marília foi rebaixado para a fase vermelha, a mais restritiva do Plano São Paulo.
A prefeitura publicou um decreto que prevê o funcionamento apenas de serviços essenciais a partir desta segunda-feira (18), para barrar a disseminação da doença na cidade.
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Veja mais notícias do centro-oeste paulista: