Solidariedade e sucesso nas redes, reencontros e pai parteiro: histórias emocionantes de 2020 no centro-oeste paulista


Na última retrospectiva do ano, o G1 Bauru e Marília reúne as reportagens com exemplos de solidariedade, superação e outras boas notícias deste ano. Retrospectiva do G1 Bauru e Marília reúne histórias emocionantes que marcaram 2020
Arquivo pessoal
Apesar de 2020 ter sido um ano diferente, marcado negativamente pela pandemia de coronavírus, o centro-oeste paulista também foi palco de histórias emocionantes que trouxeram um pouco de leveza ao dia a dia de todos.
Em meio à crise, a solidariedade transformou a vida de moradores, gestos de carinho ganharam as redes sociais e famílias que não se viam há décadas tiveram a oportunidade de se reencontrar.
Entre as histórias que fizeram 2020 valer a pena, também foi destaque um bombeiro pego de surpresa ao ter que fazer o parto do próprio filho, a amizade inusitada entre um bebê e seu “franguinho” de estimação e ainda uma nova repercussão do famoso menino do “bilete”.
Na quarta reportagem da retrospectiva 2020, o G1 reuniu reportagens com exemplos de solidariedade, superação e outras boas notícias deste ano.
Mortes, chuva, acidentes e crimes: as tragédias de 2020 no centro-oeste paulista
Números, mortes, altas sob aplausos e drive-thru no shopping: ano da Covid-19
Primeira mulher negra eleita prefeita, vereadora trans e reeleitos: destaques do pleito 2020 no centro-oeste paulista
Retrospectiva 2020: reveja as reportagens do TEM Notícias
Segundas chances
Eliane cumpre pena de mais de 20 anos na penitenciária de Pirajuí
Marília Moraes / G1
Um pouco antes da pandemia de coronavírus, uma reportagem especial do Dia da Mulher já mostrava a importância de se reinventar. Em março deste ano, o G1 contou histórias de detentas da Penitenciária Feminina de Pirajuí (SP) que buscam uma nova chance para voltar à sociedade.
Em um ambiente de segurança máxima, muros altos, grades e cercas elétricas, com uma rotina que envolve trabalho, artesanato, estudo e esperança, mulheres com um passado manchado pelo crime mostraram que ainda tinham pelo que sonhar.
Carinho nas redes
Menino fala para amiga não desistir de sessão de fisioterapia e viraliza na web: ‘Nós vamos vencer essa batalha’
Arquivo Pessoal
O mês de março também foi marcado por um ato de carinho que viralizou nas redes sociais: o conselho carregado de empatia de um menino de apenas 12 anos para a amiga, de 7 anos, em uma sessão de fisioterapia.
O conselho aconteceu durante um momento difícil da terapia intensiva que os dois fazem em uma clínica de Bauru. No vídeo que teve mais de 1 milhão de visualizações em poucos dias, o menino pede para a parceira de tratamento não desistir e se fortalecer. (Veja abaixo)
Menino fala para amiga não desistir de sessão de fisioterapia e viraliza na web
Emocionada com a repercussão do vídeo, a avó do menino contou ao G1 que o neto quer ser padre quando crescer, para ajudar as pessoas, e que já pediu para criar um canal no Youtube, no qual daria conselhos e incentivaria as pessoas a não desistirem.
“Eles são muito guerreiros. Se você conhecer o Otávio, você fala: esse é o cara. Porque ele fala cada coisa. Ele é especial, ele tem uma luz diferente, uma força dentro dele”, conta a avó.
‘Milagres’
Bíblias intactas chamaram atenção dos bombeiros durante rescaldo de incêndio em Marília
Corpo de Bombeiros/Divulgação
Outra reportagem que marcou o ano foi uma espécie de “milagre” flagrado pelo Corpo de Bombeiros durante o combate a um incêndio em Marília. Uma casa no Bairro Castelo Branco foi destruída pelas chamas, mas a gaveta que guardava uma Bíblia ficou intacta.
A situação se repetiu na cidade no penúltimo dia do ano, quando os bombeiros encontraram uma gaveta com duas Bíblias intactas durante o rescaldo de um incêndio em outra casa, na Rua Alcindo Sales.
Solidariedade
Vendedor de salgados sem mão desabafa após ser humilhado por cliente e viraliza na web
Arquivo pessoal/José Rafael Marciano
Também foi em 2020 que a vida do vendedor de salgados José Rafael Marciano, de Marília, se transformou completamente. Depois de ser humilhado por um cliente por atrasar na entrega de um pedido, uma ação nas redes sociais arrecadou mais de R$ 100 mil ao morador.
O homem não tem a mão esquerda e trabalhava como pintor, mas passou a vender salgados e pães durante a pandemia para complementar a renda da família. Ele contou ao G1 que atrasou em duas horas uma entrega e acabou xingado de “vagabundo” pelo cliente.
José Rafael fez um desabafo nas redes sociais e o post viralizou na internet, sendo compartilhado por várias celebridades, inclusive pelo Padre Fábio de Melo. Para a alegria do vendedor, a história teve um final feliz.
Lembra do menino do ‘bilete’?
‘É verdade esse bilete’ vira tatuagem na mãe de garoto que viralizou com pedido para faltar de aula
Arquivo pessoal
Em 2020, também voltou à tona a história do bilhete escrito por um menino de 5 anos na tentativa de “fugir” da aula, que viralizou nas redes sociais em agosto de 2018, e se tornou um dos memes mais buscados do ano.
Isso porque a famosa frase “É verdade esse bilete” foi tatuada no braço da mãe do menino, além de outro recado que ele escreveu em homenagem a ela.
É verdade esse ‘bilete’
retrospectiva 2018 na globo
Gabriel Lucca, de Bocaina, escreveu o recado do “bilete” na tentativa de ficar em casa para ver televisão ao invés de ir à escola. No bilhete, assinado em nome da Tia Paulinha, a professora Paula Renata Robardelli, ele escreveu que não haveria aula porque poderia ser feriado.
Pai parteiro
Bombeiro faz parto do filho na porta de hospital em Bauru
Saulo dos Santos Vitale/Arquivo pessoal
O ano de 2020 também foi palco de um nascimento inusitado. Um policial militar de Bauru, que atua no Corpo de Bombeiros há 15 anos, foi surpreendido ao ter que realizar uma função diferente: o parto do próprio filho.
A família não teve tempo de chegar ao hospital e o pequeno Iohan Negrão Vitale nasceu dentro do carro, nos braços do pai. Felizmente, a mãe e o bebê ficaram bem e logo já foram levados para o quarto pelos enfermeiros que chegaram para ajudar.
O bombeiro contou ao G1 que nunca tinha feito um parto, mas já tinha acompanhado alguns durante sua profissão enquanto bombeiro. Para ele, participar do nascimento do filho foi emocionante.
“É uma sensação divina, um negócio inexplicável. É o meu terceiro filho, mas cada um parece que eu tive o primeiro filho de novo”, admite o pai.
Reencontros
Além dos familiares de Campinas e Adamantina, seu Lau reencontrou um irmão de Pacaembu
Arquivo pessoal
Também foi em 2020 que o trabalhador rural Laudelino Martins da Silveira, morador do distrito de Parnaso em Tupã, realizou o maior sonho da vida dele. Separado da família há 70 anos, o idoso de 83 anos teve a chance de reencontrar os irmãos.
O seu Lau veio de uma cidade no sul da Bahia, de trem, com o pai e um irmão mais novo para conhecer o estado de São Paulo. A ideia era achar um lugar melhor para viver com a família e depois voltar para casa para buscar os parentes.
Em Tupã, seu Lau conversou sobre o passado com os irmãos que não via há 70 anos
Arquivo pessoal
No entanto, na parada em uma das estações, Laudelino, com 13 anos, perdeu o trem e a família seguiu viagem. Desde então, ele passou por abrigos de menores, cresceu, começou a trabalhar em uma fazenda, casou e teve filhos, mas foi só em 2020 que uma publicação nas redes sociais permitiu o reencontro.
Uma história parecida também aconteceu com uma família de Garça neste ano, no Dia dos Pais. Em vez de comprar um perfume, sapato ou carteira, o presente para o seu Jorge Anderson Rosalino foi uma chamada de vídeo com a irmã que ele não via há 46 anos.
Família de Garça encontra tia ‘perdida’ há 46 anos e faz surpresa para o pai com chamada de vídeo
Arquivo pessoal
O homem de 60 anos se separou da irmã mais velha na adolescência. A família deles morava em um fazenda na região de Presidente Venceslau, mas teve que se mudar para o Paraná em 1971, e a irmã continuou na cidade. A última vez que eles se viram foi no Natal de 1974, quando ela foi visitá-los.
Desde então, tanto Jorge como a irmã tiveram várias tentativas de se reencontrarem, procurando documentos antigos e nas redes sociais. Somente 46 anos depois, os filhos de Jorge conseguiram achar a tia perdida no Facebook, com a ajuda de um colega jornalista.
Amizade inusitada
Bebê faz sucesso na web com ‘franguinho’ de estimação em Botucatu
Amanda Moraes Fotografia/Divulgação
E para fechar 2020 com chave de ouro, uma amizade “muito fofa” viralizou no Tik Tok. Benício Frazão Fim, de apenas um ano e meio, ganhou milhares de curtidas ao mostrar o dia a dia com seu “franguinho” de estimação em Botucatu.
Segundo a mãe Josiane Frazão Fim, o amor do menino pelos pintinhos começou quando ele foi na casa do avô e teve contato pela primeira vez com o animal. No mesmo dia, a madrinha dele comprou o Romeo em uma casa de agropecuária da cidade e os dois criaram um forte laço de amizade.
Bebê de Botucatu faz sucesso na web com ‘franguinho’ de estimação
Desde então, Benício e Romeo brincam todos os dias e até tomam banho juntos. A mãe contou que a amizade com o “franguinho” ajudou o Ben a comer melhor e até a ficar mais calmo quando os dentes estavam nascendo.
O Romeo também chegou para completar a família de Benício que, além de ter um “franguinho” como bicho de estimação, tem duas mamães. Segundo Josiane, o filho dela e da esposa, Karen Fim, nasceu por meio de uma inseminação caseira.
Além do ‘franguinho’ de estimação, Ben tem duas mamães em Botucatu
Amanda Moraes Fotografia/Divulgação
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Veja mais notícias do centro-oeste paulista: