Prefeitura de Botucatu adia aulas presenciais do Ensino Fundamental por tempo indeterminado


Decisão vale para escolas particulares e públicas, que retornariam na próxima segunda-feira (8). Em Lins, prefeitura também suspendeu aulas após confirmação da variante brasileira do coronavírus. Aulas presenciais do ensino fundamental são adiadas por tempo indeterminado em Botucatu (SP)
Reprodução/ TV Tem
A prefeitura de Botucatu (SP) adiou o início das aulas presenciais do ensino fundamental que estavam previstas para a próxima segunda-feira (8) por tempo indeterminado.
Segundo a administração pública, a decisão ocorreu devido à situação de emergência que todo o estado de São Paulo vive diante do aumento do número de casos de Covid-19, que levou as cidades a regredirem para a fase vermelha do Plano São Paulo.
A decisão será publicada no Diário Oficial e deve ser seguida pelas escolas públicas e particulares do município. As aulas remotas continuam normalmente para os alunos do Ensino Fundamental.
Apenas o Ensino Infantil, que retomou as aulas presenciais em 22 de fevereiro, ainda segue com as salas de aula funcionando com 35% da capacidade para evitar aglomerações.
Suspensão em Lins
A prefeitura de Lins publicou na tarde desta sexta-feira (5) no Diário Oficial um decreto que suspende a retomada das aulas presenciais no município, em função da pandemia. Nesta quinta-feira (4), o governo do estado confirmou três casos da variante brasileira do coronavírus na cidade.
O decreto passou a valer a partir de sua publicação e engloba escolas filantrópicas, particulares e as estaduais da rede pública de ensino.
Ainda segundo o documento, no Ensino Superior, estão permitidas as aulas e atividades presenciais dos cursos da área da saúde. Essas devem contar com até 35% do número total de alunos matriculados.
Veja mais notícias no G1 Bauru e Marília
VÍDEOS: Assista às reportagens do centro-oste paulista