Polícia prende suspeito de matar a tiros dona de trailer de lanches em Botucatu


Homem de 41 anos apontado como autor dos disparos estava foragido desde o dia do crime, cometido há quase dois meses. Ele também responderá por duas tentativas de homicídio por balear pessoas que estavam nas imediações. Crime aconteceu em frente ao trailer onde Maria Romildes Conceição da Silva trabalhava em Botucatu
Pedro Zacchi/TV TEM e Reprdução
A Polícia Civil de Botucatu (SP) prendeu na manhã desta quarta-feira (9) um homem de 41 anos apontado como suspeito de ser o autor dos tiros que mataram a dona de um trailer de lanches no Jardim Monte Mor. O crime aconteceu no último dia 20 de outubro.
Segundo o delegado Lourenço Talamonte Neto, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu, após as investigações apontarem para o suspeito, uma operação foi montada com apoio da Polícia Militar e Guarda Civil Municipal para prender o homem, que possui antecedentes criminais por tráfico de drogas.
Ainda segundo as investigações, a motivação do crime teria sido uma ação de vingança, já que o suspeito e a vítima possuíam um histórico de desentendimentos anteriores.
Segundo o boletim de ocorrência, no dia do crime o suspeito chegou em uma moto e atirou contra Maria Romildes Conceição da Silva, de 40 anos, que estava sentada em frente ao trailer. Outras duas pessoas também ficaram feridas após serem atingidas pelos disparos.
Ainda segundo o registro, Maria chegou a ser socorrida após ser atingida por pelo menos três tiros, no abdômen, no quadril e no rosto. Ela foi levada para o pronto-socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
Vítima tinha 40 anos e a motivação do crime pode ser vingança, segundo a Polícia Civil
Arquivo pessoal
As outras duas pessoas atingidas foram um jovem de 22 anos, que comia no local e foi ferido na perna e no braço, e uma grávida, de 19 anos, que passeava com o cachorro na calçada onde fica o trailer e acabou atingida nas costas.
Os dois já se recuperaram e a jovem, que estava na 36ª semana de gestação, recebeu alta do hospital dois dias após ser atingida.
Pelo resultado do tiroteio, o suspeito vai responder por homicídio qualificado (motivo torpe e sem dar chance de defesa à vítima) e por duas tentativas de homicídio. O homem foi levado para a Cadeia de Itatinga, onde permanecerá à disposição da Justiça.
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Veja mais notícias do centro-oeste paulista: