Hospitais de Marília voltam a registrar 100% de ocupação na UTI Covid e pacientes são transferidos


Três pacientes foram transferidos por falta de leitos desde sábado (9). Secretário de Saúde afirma que a cidade tem trabalhado junto ao DRS para ampliar os leitos na região. HC é um dos hospitais de Marília que atingiram lotação máxima de leitos de UTI para Covid-19
Divulgação
Marília (SP) registrou mais uma vez 100% de ocupação dos leitos de UTI disponíveis PARA Covid-19 nesta quarta-feira (13). Desde sábado (9), três pacientes tiveram que ser transferidos para outras cidades pela falta de leitos nos três hospitais que disponibilizam as vagas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Ao todo são 56 leitos de UTI para Covid-19, sendo 26 leitos no Hospital das Clínicas que atendem Marília e outras cidades da região; 20 no hospital da Unimar e 10 na Santa Casa de Marília. A ocupação máxima é uma das consequências do aumento no número de casos desde o início do ano.
Marília volta a registrar 100% de ocupação na UTI Covid e pacientes são transferidos
Nos 13 primeiros dias de janeiro de 2021, foram 1710 casos a mais registrados na cidade, o que dá uma média de 142 novos casos por dia. Foram registradas também 22 mortes nesse período. Janeiro já é o mês com maior número de novos casos e mortes registrados desde o início da pandemia, antes o mês de setembro registrava essa marca.
Confira os números da pandemia de Covid-19 no centro-oeste paulista
No sábado (9), a prefeitura fez a primeira transferência de um paciente por falta de leitos para Covid. Um homem de 46 anos, asmático, que deu entrada no Pronto Atendimento da Zona Sul na tarde de sábado (9) precisou ser levado para um hospital de Paraguaçu Paulista (SP).
Na terça-feira (12), uma paciente precisou ser transferida para Tupã, onde a taxa de ocupação também chegou a 100% nesta quinta-feira (14) na Santa Casa. E um terceiro paciente foi transferido para Adamantina.
Segundo o secretário de Saúde, Cássio Pinto, desde o começo da pandemia Marília tem trabalhado para conseguir novos leitos e as ações continuam.
“Nós fizemos o nosso hospital de campanha dentro dos próprios hospitais que temos pela dificuldade de RH, de profissionais para trabalhar no atendimento desses leitos. E continuamos com esse trabalho junto ao DRS para atender Marília e região com os 6 novos leitos em Garça e também em Assis”, afirma.
Na área do Departamento Regional de Saúde de Marília a taxa de ocupação é de 82%. A cidade soma 9.899 casos positivos de Covid-19, sendo 130 mortes e mais de 9,5 mil pessoas são consideradas curadas.
Plano SP
O aumento dos casos não só em Marília, mas em todo o estado de São Paulo, fez o governo antecipar para essa sexta-feira (15) a reclassificação das regiões no Plano SP, que só seria feita em fevereiro.
Marília está na fase laranja desde a última a sexta-feira (8) e há o risco de rebaixamento para fase vermelha. Mesmo na fase laranja, a cidade flexibilizou mais as restrições para algumas atividades como bares e restaurantes.
Reclassificação desta sexta-feira (8) do Plano São Paulo
Governo do Estado de São Paulo
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
VÍDEOS: mais assistidos na região