Governo de SP libera aulas presenciais: veja como fica no centro-oeste paulista


Em Bauru, as aulas seguem remotas até o dia 19 de abril. Na rede estadual, a previsão é que as aulas presenciais sejam retomadas nesta quarta-feira (14). Estado de SP liberou as aulas presenciais na fase vermelha
Reprodução/ TV Tem
Com a mudança da fase emergencial para a fase vermelha, o governo de São Paulo liberou a retomada das atividades presenciais com 35% da capacidade das escolas a partir desta segunda-feira (12).
Na rede estadual, a previsão é que as aulas sejam retomadas na quarta-feira (14) nas cidades do centro-oeste paulista. Nesta segunda e na terça-feira (13), a rede estadual vai organizar o calendário escolar para retomada que será gradual e facultativa.
As escolas devem priorizar os alunos mais vulneráveis. A frequência presencial não é obrigatória e o ensino remoto será mantido.
Já as redes municipais e particular têm autonomia para fazer o próprio planejamento. Veja como ficam as atividades nas escolas de Bauru, Botucatu, Marília e Ourinhos.
Bauru
A rede municipal de ensino de Bauru segue com atividades remotas desde o dia 5 de abril. A previsão é que as aulas presenciais no município sejam retomadas a partir de 19 de abril, seguindo os critérios do Plano São Paulo, com limitação de alunos nas salas de aula e rigoroso controle e higienização para evitar a disseminação da Covid-19.
A rede municipal de Bauru conta com 23 mil estudantes, distribuídos no ensino infantil (Emeis, Emeiis e creches conveniadas), ensino fundamental (Emefs) e de jovens e adultos (EJA).
Durante março, a prefeitura manteve o pagamento do vale-merenda de R$ 55 e valor será creditado nos cartões nesse mês de abril.
O decreto da prefeitura de Bauru que liberou a retomada das aulas presenciais também incluiu a rede particular, mas deixava as unidades livres para decidirem a data da retomada. As escolas particulares podem abrir, desde que cumprindo o decreto municipal, com limite de até 35% de alunos por turma, e atendendo ao protocolo de biossegurança.
De acordo com a subsede da Apeoesp de Bauru, a decisão das escolas não precisa ser necessariamente coletiva, e a suspensão das aulas presenciais depende de cada unidade.
Marília
Durante o mês de abril as atividades escolares permanecerão não presenciais nas escolas do sistema municipal de ensino em Marília.
A prefeitura comunica ainda que as secretarias municipais da educação e da tecnologia da informação estão buscando meios para melhorar o acesso dos alunos à internet, além de aprimorar o trabalho via plataforma para as aulas remotas.
A equipe gestora e os outros servidores de apoio continuam presencialmente em suas respectivas unidades escolares, mantendo o atendimento ao público das 7h às 18h.
Ao final do mês de abril essa situação será reavaliada, levando em conta a contenção da pandemia da Covid-19 no município.
Botucatu
Em Botucatu (SP), as aulas presenciais seguem suspensas desde o início da fase emergencial, sem data prevista para retorno. As aulas seguem pelo sistema online e a prefeitura ainda estuda como será a retomada.
As aulas presenciais do Ensino Fundamental estavam previstas para retornar no dia 8 de março, mas foram adiadas por tempo indeterminado devido à situação da pandemia. Apenas o Ensino Infantil, que retomou as aulas presenciais em 22 de fevereiro, seguiu com as salas de aula funcionando com 35% da capacidade.
No entanto, em março a prefeitura publicou um decreto que também suspendeu as aulas presenciais da Educação Infantil da rede municipal de ensino e conveniadas. Segundo o documento, apenas as instituições particulares podem manter o funcionamento presencial das atividades da Educação Infantil, seguindo os protocolos sanitários.
A prefeitura informou ainda que vai manter o atendimento emergencial nas creches municipais e conveniadas, nos moldes e horários a serem estabelecidos pela Secretaria de Educação. As escolas municipais também vão providenciar a entrega dos materiais impressos, por meio de agendamento, àqueles que o solicitarem, bem como alimentação na escola aos alunos que necessitarem.
Ourinhos
Conforme o parecer do Conselho Municipal de Educação e a permanência do estado na fase vermelha, a rede municipal de ensino de Ourinhos seguirá até o dia 23 de abril oferecendo aulas remotas.
Ourinhos tinha anunciado no dia 31 de março que iria manter as aulas em formato remoto até o dia 9 de abril. Antes, o município já havia adiado o retorno das aulas presenciais na rede municipal para o dia 15 de março. Inicialmente a retomada estava prevista para dia 1 de março, mas devido ao quadro da pandemia, a prefeitura decidiu no dia 13 de março que iria adiar o retorno às aulas presenciais.
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
VÍDEOS: Assista às notícias da região