Com silício orgânico, Colágeno Snella Duo Flex traz benefícios comprovados cientificamente


O Duo Flex, da marca Snella, recebeu um selo por comprovar eficiência em estudo científico. O produto traz as doses diárias recomendadas, tanto do colágeno Tipo I quanto do colágeno Tipo II. Duo Flex, da marca Snella, tem peptídeos bioativos PEPTAN, silício orgânico e colágeno Tipo II na composição
Snella/Divulgação
O colágeno é uma proteína muito importante para o organismo, pois ele participa da composição de ossos, tendões, cartilagens, músculos, órgãos internos, pele, cabelos e unhas.
Dentre os vários tipos de colágeno, destacam-se como principais o Colágeno Tipo I, tipo que predomina na pele e estruturas ósseas, e o Colágeno Tipo II, muito encontrado em cartilagens.
A partir dos 25 anos de idade, todos nós passamos por alterações que fazem parte do processo natural do envelhecimento, independentemente do nosso estilo de vida. Dessa forma, o nosso corpo perde, por ano, cerca de 1% do colágeno corporal, o que causa redução da massa muscular, degenerações nas cartilagens, envelhecimento da pele e enfraquecimento de cabelos e unhas.
A perda pode ser suficiente a ponto de causar dores e impossibilidade de locomoção ou de realização de atividades físicas. Além disso, pode diminuir a sensação de satisfação com a vida, aumentar a necessidade do uso de medicamentos e elevar o risco de problemas de saúde.
Por esses motivos, um grupo de 50 idosos de um centro de atividades em Florianópolis (SC) se inscreveu para participar, por 90 dias, de uma pesquisa científica cujo objetivo era avaliar se o consumo diário do Colágeno Snella Duo Flex poderia melhorar a qualidade de vida de idosos que sofrem com dores articulares.
O colágeno selecionado para o uso nessa pesquisa foi o Duo Flex, pois, além de possuir em sua composição nutrientes importantes para o metabolismo ósseo-articular e silício orgânico, conhecido como ”nutriente da beleza”, ele contém as doses diárias recomendadas pelos especialistas tanto do Colágeno Tipo I (peptídeo bioativo) quanto do Colágeno Tipo II.
Os participantes foram orientados a dissolverem o conteúdo do sachê (12 gramas) em um copo de água, suco ou vitamina de frutas ou, ainda, consumi-lo com frutas amassadas, como abacate, banana e mamão. Eles deveriam consumir o produto uma vez ao dia no intervalo entre as principais refeições (lanche).
No início da pesquisa, antes de começar o uso do Colágeno Snella Duo Flex, os participantes foram entrevistados com quatro questionários validados para avaliar:
Sintomas relacionados à perda de massa muscular (Escore SARC-F + Circunferência da panturrilha – CP);
Nível de dificuldade, dor e falta de flexibilidade para executar habilidades funcionais habituais (Escore HAQ – Health Assessment Questionnaire);
Intensidade da dor e da rigidez articular e habilidade para locomover-se e cuidar-se nas atividades físicas diárias (Escore WOMAC – Western Ontario and McMaster Universities);
Sintomas de dor ou desconforto articular durante ou após as atividades físicas diárias (Escore Lequesne).
Até serem completados 90 dias de pesquisa, os idosos eram reavaliados pelos pesquisadores quanto às questões acima a cada 30 dias. Para evitar qualquer interferência externa nos resultados durante a pesquisa, durante todo o período, foram controlados os hábitos alimentares dos participantes, suas medidas antropométricas (peso/estado nutricional), o nível e a intensidade dos exercícios físicos, as medicações utilizadas e as intervenções realizadas.
Colágeno Duo Flex recebeu o selo de estudo científico
Snella/Divulgação
Resultado do estudo científico
Os resultados obtidos foram surpreendentes. O uso diário do Colágeno Snella Duo Flex apresentou resultados estatisticamente significativos no aumento da força muscular e na redução das dores, com impacto positivo nas atividades diárias dos participantes que apresentavam problemas articulares. A pesquisa, dessa forma, demonstrou que o produto é eficaz e uma ótima opção nutracêutica para idosos ativos. Além disso, participantes relataram benefício na saúde da pele, cabelos e unhas.
De acordo com a nutricionista Jaqueline Minatti, especialista em Tecnologias de Colágenos, esse estudo brasileiro reforça a informação científica mundialmente conhecida de que os colágenos bioativos são uma estratégia nutricional excelente na prevenção e no tratamento dos desgastes articulares em todas as idades, em especial nos idosos. “O consumo diário do Duo Flex aumenta a qualidade de vida e evita o uso de medicações para dores e inflamações”, ressalta.
Um dos diretores da Snella, indústria produtora do exclusivo Colágeno Snella Duo Flex, Carlos Henrique P. Malatrasi, farmacêutico há mais de 30 anos, também destacou que: “Essa pesquisa reforça o compromisso de nossa empresa em estar sempre à frente no mercado, oferecendo aos nossos clientes o que há de mais atual e eficaz no universo do colágeno”.
O estudo na íntegra pode ser consultado clicando aqui.
Snella Colágenos
A Snella situa-se em Botucatu (SP) e, há mais de 12 anos, produz produtos à base de colágeno da mais alta tecnologia, sendo pioneira no Brasil. “Utilizamos as matérias-primas europeias de alta pureza, tanto para fins estéticos quanto para a preservação das estruturas musculares, ósseas e articulares. A pesquisa realizada reforçou essa nossa missão”, finaliza o diretor Luis Gustavo Amat.
Para saber mais sobre o Colágeno Snella Duo Flex e toda a gama de produtos da empresa, acesse os canais abaixo.
Site: www.snella.com.br
Facebook: colagenosnella
Instagram: colagenosnella
WhatsApp: (14) 3880-6184