Cidades do centro-oeste paulista recebem as primeiras doses da vacina de Oxford contra a Covid


Prefeitura de Ourinhos informou que vai utilizar as 1.100 novas doses para continuar a vacinação nos profissionais de saúde e idosos da cidade. Imunização também segue com a CoronaVac. Ourinhos recebe doses da vacina de Oxford contra a Covid
TV TEM/Reprodução
Algumas cidades do centro-oeste paulista receberam, nesta terça-feira (26), as primeiras doses da vacina Oxford/AstraZeneca, importadas pelo Ministério da Saúde e pela Fiocruz. Com elas, as prefeituras vão dar continuidade à imunização dos profissionais de saúde e idosos contra a Covid-19.
O município de Ourinhos recebeu 1.100 doses da vacina de Oxford. O coordenador da Vigilância Epidemiológica da cidade, João Nunes dos Santos, informou que deve começar a vacinação com elas a partir desta quarta-feira (27).
“O público-alvo são os profissionais de saúde. Vamos dar continuidade à distribuição das vacinas para os nossos hospitais, que são a Santa Casa, Unimed e o hospital de campanha”, explica João.
Vacinas de Oxford chegam ao centro-oeste paulista
TV TEM/Reprodução
Ourinhos também começou nesta terça-feira (26) a aplicar doses da CoronaVac nos idosos que moram no Lar Santa Teresa Jornet. Todos os 80 moradores foram vacinados, assim como 46 funcionários do asilo.
No entanto, a Vigilância Epidemiológica da cidade alertou que os moradores que tomarem a CoronaVac só podem tomar CoronaVac na segunda dose, depois de 21 dias. Já as pessoas que receberem a vacina de Oxford devem tomar a segunda dose, também da vacina de Oxford, após três meses.
Além de Ourinhos, outras cidades da região também receberam doses da vacina de Oxford. Assis recebeu 1.430 doses, Santa Cruz do Rio Pardo recebeu 450 e Palmital, 240. A vacina também já chegou em Marília e deve chegar em Botucatu ainda nesta terça-feira (26).
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Veja mais notícias do centro-oeste paulista: