Cabra sobe no telhado de casa no interior de SP e chama atenção de moradores


Segundo o dono do animal que recebeu o nome de Patrícia saiu pela fresta do cercado de alambrado e subiu por um tapume de madeira que fica ao lado da casa. Cabra, chamada de Patrícia, subiu no telhado de casa em Botucatu (SP) surpreendendo donos e os vizinhos
Edinilson Deziderio/ Arquivo pessoal
Uma cabra chamou a atenção dos vizinhos em Botucatu (SP) ao subir no telhado de uma casa nesta semana. A cabra se chama Patrícia e é o bicho de estimação da filha do autônomo, Luis Carlos de Oliveira, a pequena Mirella, de 4 anos.
Luís conta que estava viajando e sua esposa mandou a foto da cabra na segunda-feira (19) para ele dizendo que não sabia como ela havia conseguido subir no telhado da casa onde moram no distrito de Rubião Júnior, na zona urbana da cidade. Quando ele chegou, pegou um balde de milho e ofereceu para Patrícia, que logo desceu do telhado.
“Eu estava viajando quando minha esposa me mandou uma foto dizendo que ela tinha subido no telhado. Eu tenho um cercado de alambrado e ela escapou por uma fresta que tinha lá. Quando eu cheguei em casa, eu peguei um balde de milho, chamei e ela desceu.”
Patrícia subiu sozinha no telhado depois de escapar de fresta no cercado de alambrado em Botucatu (SP)
Edinilson Deziderio/ Arquivo pessoal
O cercado já foi consertado pelo dono para evitar que Patrícia continuasse fugindo para subir no telhado. O receio do dono era que a cabra pudesse acabar caindo. Ele conta que descobriu também por onde Patrícia consegue chegar ao telhado.
“Eu não tinha descoberto de onde ela subia e vi que ela sobe por uma laje da casa vizinha que está caída. Eu já arrumei o lugar de onde ela escapava na cerca. Cabrito é um animal que gosta de subir em estaleiros, essas coisas, é o instinto deles”, fala o autônomo.
Cabra subia no telhado pela laje da casa vizinha que está caída em Botucatu (SP)
Edinilson Deziderio/ Arquivo pessoal
A cabra está na família há cerca de 2 anos, quando Luís a adotou para utilizar o seu leite para dar à filha, Mirella, já que segundo ele, o alimento tem muitos nutrientes e depois de se acostumar, a filha nem aceita mais beber outro tipo de leite.
Mirella, de 4 anos, ajuda o pai a cuidar das suas cabras de estimação em Botucatu (SP) e é ela quem deu nomes a todas elas
Luis Carlos de Oliveira/ Arquivo pessoal
“Temos ela há uns dois anos pra pegar o leite e dar pra minha filha, Mirella. É um leite mais forte, criança que toma leite de cabra demora pra ficar doente, ter gripe, febre, essas coisas. A Mirella nem aceita mais beber leite de caixinha”, conta Luis.
Donos de cabra que subiu no telhado no interior de SP a criam como animal de estimação
Além da Patrícia, que é o xodó da menina, a família cria outras três cabras – Xuxa, Camila e Moxinha – e foi Mirella quem escolheu o nome de todas elas. As cabras são tratadas em casa como animais de estimação.
“A Mirella tem muito carinho por elas, beija, abraça, faz carinho. Elas são muito bem cuidadas aqui.”, explica Luís.
* Colaborou sob a supervisão de Mariana Bonora.
VÍDEOS: assista às reportagens da região
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília