Botucatu fiscaliza pessoas com a Covid-19 que descumprem a quarentena


Boletim de ocorrência é registrado caso o infectado não esteja em casa e atitude pode configurar como crime contra a saúde pública. Só neste ano, já são 175 casos de descumprimento da quarentena. Agentes da GCM de Botucatu fiscalizam residências onde há casos confirmados de Covid-19
TV TEM/Reprodução
A Prefeitura de Botucatu (SP), com apoio da Secretaria Municipal de Saúde e da Guarda Civil Municipal (GCM) estão fiscalizando as pessoas diagnosticadas com a Covid-19, para que não deixem de cumprir a quarentena e, com isso, acabem infectando outras pessoas.
O monitoramento dos casos confirmados começou em julho do ano passado e, desde então, foram feitas cerca de 13 mil visitas às residências dos infectados. Durante esse período, 330 pessoas não estavam em casa no momento da visita da GCM.
Confira os números da pandemia de Covid-19 no centro-oeste paulista
Segundo o comandante da GCM de Botucatu, Leandro Destro, caso a pessoa com diagnóstico positivo não for encontrada, um boletim de ocorrência é feito e junto com outros documentos da Secretaria de Saúde, e o caso é encaminhado para a Polícia Civil.
Prefeitura de Botucatu fiscaliza moradores com Covid-19 que não cumprem quarentena
Os BOs podem ser registrados como crime contra a saúde pública. Em 2020, foram notificadas de 20 a 40 pessoas e em dezembro cerca de 60 cidadãos saíram de suas casas mesmo tendo a doença.
Desde janeiro, as notificações aumentaram e já foram feitos 175 registros de descumprimento da quarentena.
“A gente percebeu esse aumento não só dos descumprimentos, mas do número de casos. Passamos de 90 visitas por dia para praticamente 200 a 220 visitas. Houve um aumento muito grande das pessoas acometidas pela doença e, inevitavelmente, o aumento das pessoas que não estão permanecendo em suas residências” conta Leandro.
Leandro Destro, comandante da GCM de Botucatu: flagrantes de desrespeito crescem na mesma proporção do avanço de casos
TV TEM/Reprodução
As visitas da GCM podem ser feitas nos períodos da manhã, tarde e noite, até as 20h, em todos os dias da semana, sem notificação prévia.
Até esta quarta-feira (3), Botucatu tinha mais de 6,5 mil casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia, com 81 moradores que morreram por complicações da doença. Outros 5,8 mil botucatuenses conseguiram se curar.
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Confira mais notícias do centro-oeste paulista: