Arquidiocese de Botucatu registra 2ª morte de padre com Covid-19


Padre Luiz Alcione Grillo, de 58 anos, estava internado há duas semanas em um hospital particular. Outro padre de 48 anos e duas freiras de um convento na cidade também morreram com a doença. Catedral suspende missas presenciais em Botucatu
TV TEM/Reprodução
O padre Luiz Alcione Grillo, de Botucatu (SP), morreu na manhã deste sábado (6) por complicações da Covid-19. A Arquidiocese da cidade já registrou quatro mortes pela doença, sendo dois padres e duas freiras de um convento onde foi registrado um surto de coronavírus.
A informação da morte do padre de 58 anos foi publicada nas redes sociais da Arquidiocese e da Catedral Sant’Ana. O sepultamento do religioso vai ocorrer neste domingo (7) às 10h em uma cidade de Minas Gerais, com cerimônia restrita aos familiares.
Padre Luiz Alcione Grillo morreu com Covid em Botucatu
Arquidiocese de Botucatu/Divulgação
Nesta quinta-feira (4), a Arquidiocese comunicou a morte de Maria Nilda dos Reis, de 80 anos, a segunda vítima da Covid na Congregação Servas do Senhor. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 11 religiosas testaram positivo para a doença no convento.
Já no último dia 30, morreram o padre Sebastião dos Santos, de 48 anos, e a freira Maria Aparecida de Oliveira, de 97. Por causa da disseminação da Covid entre os religiosos, a Catedral de Botucatu suspendeu as missas presencias até dia 13 de fevereiro.
Padres de igreja no centro de Botucatu testaram positivo para Covid
TV TEM/Reprodução
Enquanto isso, a catedral permanece aberta para oração de terça a sexta-feira das 10h às 15h. Os fiéis também podem acompanhar as celebrações através das redes sociais da paróquia.
Veja mais notícias no G1 Bauru e Marília
Confira mais notícias do centro-oeste paulista: