Alunos da Unesp de Botucatu serão vacinados contra a Covid nesta quarta-feira em estudo inédito


Município faz parte de um estudo inédito do Ministério da Saúde sobre a efetividade da vacina Oxford/AstraZeneca. Neste domingo (16), mais de 66 mil moradores foram imunizados, com a estrutura das eleições do ano passado. Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu
Divulgação
Os estudantes da Unesp de Botucatu (SP) vão tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19 nesta quarta-feira (19). A imunização dos estudantes faz parte do estudo inédito do Ministério da Saúde que vai vacinar toda a população de 18 a 60 anos da cidade.
Neste domingo (16), mais de 66 mil moradores de Botucatu receberam a primeira dose da vacina de Oxford/AstraZeneca na cidade, que utilizou a estrutura das eleições do ano passado e 2,5 mil voluntários para realizar as aplicações.
Infectologista orienta sobre reações à vacina da AstraZeneca
Botucatu passa a ser cidade paulista com maior cobertura vacinal da 1ª dose contra Covid
Entenda como será o sequenciamento genético das variantes do coronavírus
A imunização dos universitários foi confirmada pela prefeitura e também pela Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB). Segundo a faculdade, as aplicações vão começar às 9h na Central de Aulas da FMB, começando pelo Instituto de Biociência.
Para participar, os alunos precisam cumprir os requisitos da pesquisa, e a prefeitura pretende imunizar 2,4 mil estudantes nesta quarta-feira (19).
Além dos universitários, outros moradores não tomaram a vacina contra a Covid-19 durante a imunização em massa (veja abaixo). Essas pessoas precisam se cadastrar no site Vacina Já até as 23h59 desta terça-feira (18) e também no “pré-cadastro vacinal” da prefeitura.
Moradores que se enquadram nas regras do Dia “D”, mas não estavam em Botucatu na data da vacinação em massa;
Moradores que se enquadram nas regras do Dia “D”, mas tomaram a vacina da gripe (H1N1) em um período inferior a 15 dias da data de vacinação em massa;
Pessoas que não se enquadram nas regras do Dia “D”;
Moradores que tiveram Covid-19 no prazo de 30 dias antes vacinação.
Segundo a prefeitura, pelo menos 5 mil pessoas que não receberam a dose no Dia D já fizeram o cadastro para se vacinarem nos próximos dias.
Vacinação em massa
O Dia D de vacinação em massa contra a Covid-19 terminou com mais de 66 mil moradores imunizados neste domingo. O objetivo era aplicar a primeira dose da vacina de Oxford/AstraZeneca em 60 mil pessoas, ou seja, em 80% do público-alvo, meta que foi superada com a ação.
Mais de 65 mil pessoas foram vacinadas em Botucatu, no interior de São Paulo
Para isso, foi montado um esquema que transformou os 45 locais de votação utilizados para as eleições de 2020 em pontos de vacinação, e 2,5 mil pessoas trabalharam como voluntárias. A ação teve apoio da Justiça Eleitoral, da OAB Botucatu e do Ministério Público.
A imunização em massa começou logo cedo. Às 6h, as doses saíram da Secretaria de Saúde de Botucatu, onde ficaram armazenadas, e foram distribuídas nos locais de vacinação. A partir das 7h, começou a imunização dos 2,5 mil voluntários e, às 8h, do público em geral, dividida em faixas etárias.
Vacinação em massa em Botucatu contra a Covid-19 foi feita neste domingo, 16 de maio de 2021
Reprodução/TV TEM
O ministro da Saúde Marcelo Queiroga participou da vacinação em massa. Durante a visita à cidade, Queiroga aplicou a vacina em uma moradora e disse que está animado com a pesquisa inédita, que deve apresentar resultados de interesse mundial.
“O objetivo nosso, como eu falei, é vacinar a população brasileira até o final do ano e as pesquisas vão nos trazer respostas. Não só para o Brasil, mas para a comunidade mundial.”.
Os moradores que participaram da vacinação em massa também contaram sobre a emoção que sentiram ao receberem a vacina. A primeira paciente diagnosticada com Covid-19 no centro-oeste paulista ficou emocionada ao ver a filha de 41 anos tomar vacina neste domingo (16).
Primeira paciente diagnosticada com Covid na região se emociona ao ver filha tomar vacina em Botucatu
TV TEM/Reprodução
E uma cena inusitada também chamou atenção de algumas pessoas durante a vacinação. O publicitário e estudante de direito Daniel de Carvalho, de 40 anos, decidiu se fantasiar de jacaré para tomar a vacina.
“A gente consegue transformar Brasil inteiro em jacaré em um dia se houver vontade”, comentou.
Morador de Botucatu toma vacina contra Covid fantasiado de jacaré
Arquivo pessoal
Os moradores de Botucatu também puderam doar alimentos durante a ação. Caminhões estavam espalhados pela cidade para arrecadar os mantimentos, que serão encaminhados para entidades e distribuídos para famílias carentes.
As Forças de Segurança de Botucatu também montaram um esquema para o dia da ação, e todo o efetivo dos policiais civis, militares e GCMs esteve nas ruas neste fim de semana. No entanto, de acordo com a PM, a vacinação foi tranquila e não houve intercorrências.
VÍDEOS: assista às reportagens da região
Veja mais notícias da região do G1 Bauru e Marília